Vento


Meus olhos sempre procuram o horizonte, 
de minha infância até as últimas horas ... já fui gato, peixe e hoje sou mais vento.
gosto de lamber a serra e pentear as árvores com meu movimento
a espalhar sementes e colorir até as árvores que não são em si mesmas frutíferas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preta sim, mulata jamais

Um passo de cada vez

Abandonado na UPA