Postagens

Mostrando postagens de Setembro 19, 2011

Chicago

Não posso dizer que sinto sua falta, não de um jeito ruim que me apertasse o peito e me angustiasse a alma.
Não posso dizer que me sinto vazia.
Não sinto.
Há tantas paredes em nossa casa e em cada uma tem algo seu.
Sua foto, seus livros, nossos quadros e as marcas de seus dedos.
Há tanto de ti em minha volta, há tanto de ti dentro de mim...
Não sinto saudades como algo ruim, nunca quis aprisionar-te em minhas saias
cortar suas asas de pensador? não. Jamais.
O teu voo livre desperta o pássaro que sou.
e a tua ausência permite que ame-o ainda mais.