Postagens

Romaria – a fé de transpor desafios

Imagem
De 01/10 até ontem pela manhã, 11/10, 6.646 romeiros passaram pela via Dutra. O Rancho da Pamonha recebeu o grupo “Somos de Imaculada”, que ofereceram apoio e alimentos aos romeiros

Por Érica Alcântara
Cerca de duas mil pessoas passaram por Santa Isabel rumo a Aparecida pela Rodovia Presidente Dutra, essa contagem é da Vera Lucia Mendonça Santos, proprietária do Rancho da Pamonha, onde um grupo de fiéis montou um ponto de apoio, com direito a capela, missa e bênçãos de párocos também em romaria. Em uma hora no local a reportagem ouviu uma centena de relatos dos pequenos e grandes milagres do dia a dia. Alguns provocam arrepios e a impressão de que a solidariedade voluntária é capaz de mover e renovar a força nas pernas, tanto quanto, ou mais, que os limites da idade ou das condições físicas. Gordo ou magro, alto ou baixo, pré-adolescentes, jovens, adultos e idosos, qualquer pessoa que se disponha a olhar com atenção viu gerações inteiras circulando por uma estrada movimentada pela fé,…

Hidra

Imagem
Nós somos todos os eus que alimentamos, mesmo aqueles mais secretos escondidos na estante.

Não pode fugir de suas sombras, acredite! Já tentei de tantas formas... Mas as sombras se divertem no quarto escuro.

E quando passamos tempo demais a esconder cabeças de Hidra sentimos falta até do que nunca foi... enterrando nossas personas como a última face, justo aquela, a imortal.
Érica Alcântara
20/08/2019

#pensamentos #reflexaododia #boanoite #ericaalcantara #historiasdocotidiano #escritora #escrever #reflexao #ler #leitura

Amor divino

Imagem
Podemos dar um tempo dessa necessidade de ter sempre razão? O amor acolhe e respeita, o amor não impõe e aprisiona... o amor é também livre arbítrio.
Érica Alcântara
31/07/2019

#oracao #oração #dialogo #tempo #fe #espiritualidade #amor #dialogoscomjoshua

Páscoa fora de contexto

Imagem
Sobre os guardas apagarem o tapete em que escreveram o homenagem à Marielle Franco, em Ouro Preto:

- Os tapetes são uma tradição religiosa. Então, até que Marielle seja canonizada, escrever seu nome no tapete da Semana Santa, mesmo que para prestar homenagem, me parece fora do contexto.

- Em meio às críticas, a Guarda Civil informou: "que a liberdade de expressão não é absoluta ainda mais quando outros direitos estão sendo afetados".

- 😲🤦🏻‍♀️Oi? Quais direitos foram afetados? De expressão religiosa? Balela, tinha tapete religioso na cidade toda. A expressão religiosa não foi afetada por meio metro de homenagem.

- A palavra apagada, assim como a vida de Marielle, criou mais força depois de ser pisada pela força armada que a homenagem em si. Apagar gerou mais repercussão que deixar o nome na rua, então, a Guarda Civil só ampliou a liberdade de expressão! O que parece contradição, mas não é. 🤔

- Qual é o dever da Guarda Municipal? Fiscal de tapete da semana santa? Sério mes…

Destemida

Vamos desaparecer, você sabe! Nesse infinito de coisas que se sucedem no tempo.
Em breve não restará poeira do que foi dito, música para poucos ouvidos.
Você desaparecerá como pegadas de pássaros encobertas por elefantes cinzas, quase azuis...
Eu posso refletir sobre tudo que dissemos e, aos poucos, me permito o infinito, anônimo e sem sentimentos.
Sobrevôo teu corpo, enquanto devoro o silêncio.
Você pode vir para a imensidão do agora, tomar sol na varanda, enquanto alimento o vento.
Érica Alcântara
09/04/2019

A menina e o grilo - no banho

Imagem
Nada sei sobre ele. Estava completamente nua e ele se jogou em mim. Confesso q na hora nem senti, mas qdo começou a subir... olhei para o danado. Devo ter encarado nos olhos, não sei. Era todo negro, com as patas traseiras apontando para a linha do horizonte como quem fosse saltar para cima. O grilo e eu no banho. Chegou na minha intimidade sem ser convidado e pensava o quê? - Me passa o sabonete?
Duvido! Com tanta grama lá fora, q faz um grilo aqui dentro de casa, do banheiro, no chuveiro!?
Não gritei, o tempo de gritar já passou faz tempo.
Mas não gostei de suas patas miúdas a escalar minha panturrilha desnuda, como pontas de agulhas a firmar o passo na neve.
Pensei:
- Se eu tomasse banho de chinelos talvez o matasse!
Não matei. Sem movimento brusco q incentivasse o pulo, girei o corpo e deixei a água cair, sobre ele/sobre mim.
Senti aquele prazer bobo de quem, desapercebidamente, se orgulha de si só pelo controle de instinto, de susto, de asco e/ou repulsa. A água lavou ele para…

Que venha

Imagem
Que venha
A água que se aglomera no ar
A força da terra, donde tudo se transforma
Donde tudo se condensa, evapora e retorna
Que de todos os ciclos o meu
Seja meu guia
Onde todos os dias o sol brilha e
à tarde toda água contribui pra brava semeadura de versos
Érica Alcântara
14 de janeiro de 2015