Dia dos Namorados

Vem meu poeta, entra em minha casa e arranca palavra dura
Está presa em minh'armadura
Virei pedra de rio, vem serenar sobre meu corpo moldado
Que a lua cheia me grita e sou toda mentira e verdade

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preta sim, mulata jamais

Um passo de cada vez

Abandonado na UPA