Gratidão!

Já tem um tempo que adotei esta palavra: Gratidão. 
Para mim, a palavra “obrigado” vem de obrigação e "grata" de gratidão.

No início foi estranho, romper com os hábitos simboliza uma mudança de comportamento interno e na prática as pessoas confundiam a palavra grata com outras como: chata, basta, gata etc.
Algumas vezes se sentiam ofendidas, encontrando neste modo de agradecer uma espécie de arrogância. 
Como superar esta etapa? Mudar por dentro, deixar de lado o automatismo e agradecer conscientemente.
No lugar do obrigado, adotar a Gratidão.
O que acontece? Geralmente a reação é de surpresa, de sorrisos e até de contentamento.
Aquele laço da obrigação é partido e a gratidão
estabelece outro parâmetro, pois aquele que dá graças nada espera receber em troca. Há uma liberdade subentendida entre o sujeito que realiza uma ação e aquele que reconhece e o valoriza.
Sendo assim, Gratidão!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preta sim, mulata jamais

Um passo de cada vez

Abandonado na UPA