Dualidade

Ter a consciência de ser sempre duplo
Bem e mal
Completo e vazio
tudo preenche
depois escapa
entre os dedos enrugados do tempo
amor e solidão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preta sim, mulata jamais

Um passo de cada vez

Abandonado na UPA