Bonança



Depois da tempestade,
O vento da calmaria se achega
N'alma abrandada
De tanto pensar...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Preta sim, mulata jamais

Um passo de cada vez

Abandonado na UPA